Escultura

Ao percorrer as esculturas de Gianni podemos pensar tratar-se de um ceramista, pela quantidade de peças de argila com forte influência indígena.  O artista pesquisou o trabalho de algumas tribos brasileiras, com as quais conviveu e onde assimilou e desenvolveu a moldagem do barro, agregando ainda outros elementos da natureza, como lascas de madeira, cascalhos de pedras e conchas além do vidro e até uma espécie de concreto conhecido como sical, produzido a partir de uma mistura de cimento, cal e areia.

A diversidade de técnicas empregadas em suas esculturas nos faz crer que por certo, em seu DNA artístico há grande influência dos mestres vidreiros italianos, assim como uma alma ancestral bizantina na magia de dar formas exuberantes às minúsculas partículas de vidro ou pastilhas, dos seus mosaicos magníficos.

Duas vertentes originárias de seu berço natal (a Itália), mescladas novamente pelas cores e formas tropicais. Ou seja, a inconfundível marca de Parziale.